#fiqueemcasa na companhia das nossas séries preferidas

    Sempre fomos viciados em séries, por isso, nesse aspeto a nossa rotina mudou pouco com a quarentena. Como deixámos de sair à noite para ir experimentar restaurantes e hotéis, as nossas maratonas intensificaram-se.

    The-English-Game.jpg

    Acabámos de ver duas séries novas da Netflix: The English Game (uma história inspirada em factos reais que conta a origem do futebol tal como nós o conhecemos, mas é muito mais do que isso: é a história de dois jogadores de futebol que nasceram nos lados opostos do fosso social que caracterizava a sociedade inglesa no século XIX, cujo caráter e determinação mudaram o jogo para sempre). Adorámos. É uma minissérie com 6 episódios que vale a pena ver em família. Apaixonei-me pelos dois protagonistas.

     

    21741131_FZrQj.jpeg

    Depois, vimos Unorthodox, uma minissérie com apenas 4 episódios que relata a história impressionante de uma rapariga judia hassídica, de 19 anos, que foge de um casamento combinado pela sua comunidade ultra ortodoxa e conservadora.

    52449903_101.jpg

    É assustador ver como ainda há comunidades assim em plena Nova Iorque, no século XXI. Sim, a história é inspirada na autobiografia de Deborah Feldman, hoje com 33 anos, e é um murro no estômago.

    merlin_170789934_d75e4984-8644-4197-9321-81fd6bfc4

    Se ainda não viu, não perca When They See Us (Aos Olhos da Justiça) também na Netflix. A série é do ano passado mas foi provavelmente a história que mais me marcou nos últimos tempos. É a história verídica de cinco adolescentes negros que foram injustamente acusados de um crime que não cometeram.

    when they see us.jpg

    O nível da injustiça e do racismo de que foram alvo deixaram-me sem chão. É impossível não se revoltar com este caso que aconteceu em Nova Iorque em 1989 e a luta inglória destes miúdos para provar a inocência que só terminou em 2014 quando receberam uma indemnização do estado de Nova Iorque.

    When-They-See-Us.jpg

    Por falar em histórias verdadeiras, não perca o Unbelieveble, também do ano passado, que relata o pesadelo de uma adolescente acusada de mentir ao denunciar que foi violada. É muito boa, mas um bocado pesada para ver com os miúdos.

    unbelievable_101_unit_01125r.jpg

    Esses vão adorar o The Good Place e o Brooklyn Nine-Nine. Leves e divertidas, são ideais para ver em família.

    Na HBO, depois do inquietante The Outsider, decidimos rever o Veep, para desanuviar o ambiente. De facto, rir é mesmo o melhor remédio.

    veep.jpg

    E esta série que conta as atribuladas aventuras de uma vice-presidente dos EUA protagonizada pela ótima Julia Louis-Dreyfus (lembra-se dela no Seinfeld?) e do seu incompetente staff é absolutamente hilariante.

     

    Um ótimo fim de semana na companhia das melhores séries,

    Ela

     

    fotos: d.r.

    One thought on “#fiqueemcasa na companhia das nossas séries preferidas

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *