folhado de galinha dentro de uma caneca para comer sozinho ou (bem) acompanhado

    Não pense que este texto é apenas para todos os solteirões e solteironas por esse país fora. Não, senhor. E, já agora, não, senhora também. Este texto dirige-se a todo e qualquer ser humano que queira jantar sozinho ou acompanhado. Em silêncio ou em barulho. A olhar para o telemóvel ou a fazer olhinhos. Por muito que possa parecer que não, esta é uma receita universal, global e total. Se servir um consomé num jantar de cerimónia é o pináculo da chiqueza urbana, porque é que não se há-de servir este divinal folhado em doses individuais dentro de pequenas canecas em vez de fazer a travessa familiar do costume? Hã? Responda! Não fala?! É o costume. Pois… Não tem resposta, não é? Calculei… E foi por isso que me encantei com esta fabulosa receita do fantástico blog Dance on Flour. Cá em casa é para fazer no próximo jantar com convidados. Ai é, é.

    P8070564.jpg

     

    Ingredientes

    Para 2 pessoas

    • 1/2 chávena de peito de frango sem pele nem osso, cortado aos cubos
    • 1/2 chávena de ervilhas congeladas
    • 1 chalota picada
    • 1 colher de chá de azeite
    • 2 colheres de sopa de farinha
    • 1 chávena de caldo de galinha (já sabe que o caseiro é sempre melhor)
    • 1/2 chávena de leite
    • 1/4 de chávena de natas
    • 1 folha de massa folhada congelada
    • Sal
    • Pimenta preta e pimenta caiena

     

    É mais extensa a lista de ingredientes do que a lista de indicações, por isso anime-se. Comece por descongelar a massa folhada uma hora antes de preparar o prato e confirmar que tem em casa uma caneca que possa ir ao forno. Depois tempere o peito de frango com o sal e as pimentas e deixe assim durante uns 15 minutos. Aloure a chalota com o azeite numa panela média, junte o frango e, quando este estiver dourado, acrescente as ervilhas passadas por água e bem escorridas – sem gelo. Deite a farinha enquanto mexe bem com uma colher de pau e a seguir vá juntando o caldo de galinha aos poucos. Deixe cozer durante uns dez minutos, sem parar de mexer, em lume médio, até ficar com um creme mais espesso. Baixe para lume brando e acrescente o leite e as natas. Quando tudo estiver bem envolvido, deite o recheio para dentro das canecas e cubra-as com a folha de massa folhada cortada à medida. Para a massa aderir bem à caneca coloque com o dedo um bocadinho de água nas bordas.

    Agora só tem de levar esta maravilha ao forno pré-aquecido a 200º C durante oito minutos até a massa estar pronta. E já está. Última recomendação: deixe arrefecer uns dois minutos antes de servir. É ou não um sucesso num jantar à Downton Abbey? Foi o que imaginei…

     

    Um bom jantar para si onde quer que a cerimónia esteja,

    Ele

     

    receita e foto: dance on flour

     

    One thought on “folhado de galinha dentro de uma caneca para comer sozinho ou (bem) acompanhado

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *