fui experimentar o novo hambúrguer com legumes e requeijão do h3 e…

    …o que é que é aquele molho de requeijão?!

    Primeiro: quem é que se lembra de fazer um molho de requeijão?! Segundo: quem é que se lembra de pôr um molho de requeijão em cima de um hambúrguer?!

    Sinceramente, não percebo estas perguntas, uma vez que a resposta está no título. Quem se lembrou foi o h3, meus senhores! E que bem lembrado! Porque a combinação é óptima (se calhar, agora já parávamos com os pontos de exclamação, não?).

    535265_377224868974649_46071105_n.jpg

    O ambiente 

    Antes de tudo o mais, vamos fazer um voo rasante sobre o restaurante. Eu confesso que já fui mais fã do h3. Não é tanto por a qualidade dos hambúrgueres ter caído, é mais pelo fim da novidade. Quando apareceu, o h3 era a resistência francesa contra a tirania do hambúrguer de plástico do McDonald’s. Parecia o elenco do Alô! Alô! a lutar heroicamente no meio da Paris ocupada. 

    Mas entretanto o McDonald’s perdeu a guerra e o h3 passou a ser apenas um dos muitos restaurantes onde se pode comer um bom hambúrguer caprichado. Dos shoppings aos restaurantes de rua, há óptimos hambúrgueres espalhados pelo país.

    No entanto, continuo a gostar de ir ao h3 de vez em quando: o espaço é animado e, acima de tudo, é bem disposto. Os anúncios, a decoração, as campanhas e até os individuais em cima dos tabuleiros têm sentido de humor. E isso, infelizmente, hoje em dia ainda não é assim tão comum como comer um bom hambúrguer com batatas fritas estaladiças.

    388521_295661003797703_1097163969_n.jpg

    O serviço 

    Há mais coisas em que o h3 é raro. Aqui eu posso pedir um pouco mais de batatas, de esparregado ou de arroz que os empregados não olham de lado para mim. Aqui, quando tenho direito a uma refeição gratuita, não me cobram a coca-cola, a limonada ou o extra de arroz. Aqui há uma preocupação com os clientes. É claro que uns dias corre melhor e outros corre pior, mas a filosofia, a simpatia e a atenção estão lá. E isso é muito pouco português.

    384019_295660980464372_410565671_n.jpg

    O hambúrguer 

    Finalmente, o que verdadeiramente interessa: o hambúrguer. O novo hambúrguer. Naqueles momentos de stress insuportável, entre a pressão do cliente atrás e a pergunta do empregado à frente – “quer o hambúrguer médio ou bem passado?” –, baralho-me sempre nas faíscas destes meus modestos neurónios desesperados por conseguirem trabalhar. Desta vez, respondi “médio” quando queria dizer “médio-mal”. Só me apercebi disso quando a empregada me ia entregar o hambúrguer e repetiu a pergunta:

    – O seu hambúrguer era médio?

    Foi aí que confessei:

    – Na verdade era médio-mal, mas esqueci-me de pedir. 

    Perante o meu ar de infelicidade, a empregada recolheu o prato e disse:

    – Não tem problema. É só um instante.

    Eu ainda tentei dizer que não valia a pena, mas nessa altura já ela tinha desaparecido para compensar a minha lentidão de raciocínio. Dois minutos depois, apareceu à minha frente esta imponente conjugação proteíca. 

    legumes.jpg

    Por cima do hambúrguer vêm cogumelos, courgette, beringela, cenoura, cebola roxa, cebolinho e pimento vermelho (pedimos desculpa, no h3 é pimento encarnado…). Os legumes são grelhados, tal como o hambúrguer e os meus vinham bem grelhados – não excepcionalmente grelhados, como se deve exigir num restaurante de rua (mal passados e suculentos), mas bem grelhados (consistentes e sem se desfazerem), como se pode exigir num restaurante de “not so fast food”. 

    Mas o melhor é claramente o molho de requeijão. Cremoso e espesso, é surpreendente e tem um sabor suave que quebra lindamente o salgado do hambúrguer e dos legumes. Pode ainda acompanhar o prato com batatas fritas ou arroz thai. Eu, que estava numa deriva saudável, pedi esparregado que é, para mim, o melhor acompanhamento do h3. Bem líquido e muitíssimo bem temperado, está ao nível da mais alta cozinha do fast food.

    esparregado.jpg

    Tive pena de ter entrado nesta onda saudável quando tinha ali à minha frente a nova sobremesa do h3, o crème brûlée queimado à frente dos clientes. Mas isso fica para uma próxima visita. Em Dezembro, já entro em ritmo de Natal. E aí não há saudável para ninguém.

    cremeBrulee.jpg

    O bom 

    Os legumes grelhados

    O mau 

    Um shopping é sempre um shopping

    O óptimo 

    O molho de requeijão

     

    Bons hambúrgueres para si onde quer que esteja,

    Ele

     

    fotos: h3

    5 thoughts on “fui experimentar o novo hambúrguer com legumes e requeijão do h3 e…

    1. Eu já vinha pronto para apresentar uma defesa do novo Legumes! Ainda bem que gostaram, tanto quanto eu 🙂

      E aquele slogan maravilhoso, do “se não fosse o hamburguer, era vegetariano” (ou algo parecido) diz tudo. O sentido de humor e o atendimento centrado nos clientes (sem mesquinhices) fazem o resto. E que outra cadeia de restaurantes “oferece” refeições gratuitas?

      Vale a pena espreitar a nova app, que vem confirmar que continuam à frente de muita boa gente na área.

    2. Não me diga que o princípio do texto o enganou ;). Gostei imenso! Nós ainda temos um cartão dos antigos para acabar. Mas vou ver a app. Já tinha ficado curioso com a publicidade que tinha visto. Também nos divertimos imenso com o anúncio ao hambúrguer. Ainda bem que concordamos.
      Um abraço,
      Ele

    3. Como é possivel dizer que o H3 tem um bom Hamburguer????A carne é muito má, de baixa qualidade, ressequida….. Sempre que como o hamburquer fico mal dispostos. Quanto a este novo de legumes, concordo os legumes são saborosos… O que torna comestivel o H3 são os molhos e os acompanhamentos…. Por favor se percebem alguma coisa de gastronomia não digam que os hamburguer tem qualidade……

    4. Silves 07-11-2015
      Boa noite,
      O meu nome é António Paulo Benedito de Sousa Santos, portador do B.I 9892820 NIF:212576046
      Venho através deste meio ao Vosso Site no intuito de fazer uma reclamação acerca do que se passou hoje às 20:25 e que sem mais rodeios, trata-se então sim de uma reclamação a uma situação intolerável por parte de dois elementos do vosso Staff na H3 no centro comercial Algarve Shopping na Guia.
      Estando eu e o meu irmão Ricardo Manuel Benedito de Sousa Santos, na fila para sermos atendidos, quando ouvimos e em relação a mim o vosso funcionário Leandro e um outro que estava com o chapéu de cozinheiro com as seguintes frases intoleráveis, ofensivas, inoportunas e descabidas.
      « Olha a vem um gordo, está ai um gordo! prosseguindo em tom difamatório e completamente descabido, o gordo paga mais é a dobrar, continuando a ofensa e a risada em tom jocoso e prejurativo».
      Assiste a mim na qualidade de cliente habitual reportar esta situação, volto a visar intolerável e de gente sem escrúpulos, pois individuos sérios, cordiais e bons profissionais, não devem pautar-se por atitudes destas seja qual for o tipo de cliente em geral, sejam clientes passantes ou no meu caso acentuo habitual.
      Pergunto-vos como é possivel isto acontecer? O vosso conceito que é a Hamburgueria gourmet, mais saudável do que o que temos na concorrência e como pode acontecer isto nunca em sitio nenhum fui tratado assim!!! Meus Senhores o que se passa? é gente desta que os senhores querem ter nas vossas fileiras? Isto que se passou hoje comigo e connosco é contra todas as regras e etiquetas do bom atendimento seja em que lugar for.
      Por acaso o meu irmão serve como testemunha do que aconteceu e ficou ofendido igualmente e obviamente comigo estando eu na situação explicita, para dizer mais, acabou por «estragar» tanto o jantar em si, como no convivio de dois irmãos que facultam habitualmente este vosso estabelecimento.
      Obviamente que espero que o vosso empregado não passe impune, pois se hoje tem esta tirada com um cliente, amanhã terá com outro ( Cesteiro que faz um cesto, faz um cento) este precedente é absolutamente intolerável , sinto-me ofendido assim como o meu irmão Ricardo, pois a familia é muito unida, temos Graças a Deus muitos amigos, acontece que «Quem não se sente não é filho de boa gente», nós por acaso somos uma familia conhecida em Silves e nas imediações e no futuro como poderei eu passar na H3 tanto na qualidade de cliente, como de anfitrião e levar-vos amigos clientes????
      Caros senhores para rematar a situação como cliente habitué eu não poderia deixar de reportar-vos esta situação intolerável acerca do modus operandi e atitude ofensiva destes dois vossos empregados, assim como espero que alguma providência seja tomada. Não pedi na altura o livro de reclamações pois apesar de tudo não quis quebrar a cadência e o normal funcionamento da vossa actividade, sabendo de antemão que qualquer acento no Livro de reclamações terá obviamente que passar vários trâmites legais de reporte às autoridades. Até lá não frequentarei os vossos estabelecimentos.

      Cordialmente

      António Santos

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *