Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

isto não é um bolo – é a mais leve e deliciosa nuvem de chocolate

Chame-lhe mousse de chocolate no forno, chame-lhe nuvem de chocolate, chame-lhe o que quiser mas, por amor da Santa Maria Josefina do Coração de Jesus, não deixe de provar esta maravilha. Como não leva farinha mas leva muitas claras em castelo, cada fatia desta delícia dos céus vai desfazer-se na sua boca ainda antes de trincar. Parece uma verdadeira nuvem que derrete ao mais ínfimo contacto com a boca. E depois...

...Depois tem aquela cobertura de chantilly que me deixa com o coração a palpitar como se fosse o Jorge Jesus a entrar na fábrica da Super Gorila.

A receita é do famoso chef Richard Sax e foi aqui recriada pelo fantástico site Food52. Melhor ainda, só leva quatro ingredientes: chocolate em pedcinhos, manteiga à temperatura ambiente partida em cubos, seis ovos e açúcar. Para o topping, vai precisar de natas para bater, açúcar de confeiteiro e extracto de baunilha. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

49459b69-68c6-4e06-a455-18ea6b3dc06c--chocolate-cl

 

O segredo da leveza desta nuvem está nas claras batidas em castelo. São elas que vão insuflar o chocolate, fazendo tudo crescer no forno como se fosse um balão. Por isso, tem de ter cuidado ao misturar as claras com o resto: quanto mais mexer, mais o ar vai desaparecer.

Antes de qualquer outra coisa, forre com papel vegetal a base de uma forma de 20 centímetros com o fundo amovível. Não unte com açúcar nem coloque farinha porque isso vai fazer com que a massa cresça menos.

Derreta então o chocolate em banho-maria. Quando estiver pronto, desligue o lume e misture a manteiga ao chocolate até ficar com um creme suave. 

Numa taça à parte, separe as gemas das claras de quatro ovos. Bata à mão as quatro gemas com 100 g de açúcar e os dois ovos inteiros que sobraram. Acrescente depois lentamente o chocolate derretido enquanto continua a bater.

Noutra taça, bata com uma batedeira as quatro claras em castelo adicionando aos poucos os restantes 100 g de açúcar que não usou. E eis que chegámos ao tal momento delicadíssimo da preparação: a mistura das claras em castelo com o resto sem retirar o ar. Pegue numa espátula e envolva lentamente um quarto das claras no chocolate. Com muito cuidado, envolva o resto até ficar sem fios brancos na mistura. Não se esqueça que quanto menos movimentos fizer, melhor será o resultado final.

Deite também lentamente a massa para dentro da forma e leve ao forno, pré-aquecido a 175º C, durante 35 a 40 minutos. A ideia é que a nuvem de chocolate cresça ao ponto de sair da forma e que o topo estale, criando umas apetitosas rachas no chocolate. 

Retire a nuvem de chocolate do forno e deixe arrefecer dentro da forma: vai ver que o centro vai descer, criando uma espécie de cova. É ali que vai colocar as natas batidas com açúcar de confeiteiro e umas gotas de extracto de baunilha. Só depois de colocar o chantilly é que deve abrir a forma. E comer – até derreter.

 

Uma óptima nuvem para si onde quer que o chocolate esteja,

Ele

 

receita: richard sax; foto: food52