Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casal Mistério

Casal Mistério

o melhor de portugal: um hotel que também é uma galeria de arte em pleno alentejo

20.05.21

Nesta época em que o turismo em Portugal atravessa umas das maiores crises de sempre, o Casal Mistério e a SEAT  juntaram-se para divulgar o melhor do nosso País: paisagens, passeios, recantos, hotéis, restaurantes e petiscos que tornam Portugal um dos lugares mais fascinantes do planeta.

dalicenca-pt-home-slide-3-2.jpg

Luxo, natureza, arquitetura e arte. É difícil um só projeto reunir todos estes conceitos, mas o Dá Licença não é um projeto qualquer. É o sonho de vida de Vítor e Franck, dois homens apaixonados pela estética e pela arte. Depois de vários anos a trabalhar na capital francesa em negócios de luxo – o português Vítor Borges fez carreira na Louis Vuitton e na Hermès, o francês Franck Laigneau foi ator, trapezista e dono de uma galeria de arte na Rive Gauche – mudaram-se de Paris para o Alentejo para abrir este pequeno paraíso a 7 quilómetros de Estremoz.  

dalicenca-pt-about-slide-1.jpg

O Dá Licença é a nossa sugestão deste mês na rubrica O Melhor de Portugal que criámos em parceria com a SEAT. E qual a melhor forma de percorrer os recantos escondidos no Alentejo?

043H SEAT TARRACO FR 1.jpg

Ao volante de um carro com o conforto do seu sofá de casa mas com a resistência de um todo o terreno: o SEAT Tarraco, o topo de gama da marca, que por acaso é o meu modelo preferido da SEAT. Não é só a tecnologia e o conforto do carro que eu adoro, é sobretudo o design: um SUV de luxo com muita pinta.

dalicenca-pt-stay-suite-the-loft-2.jpg

 

O hotel

Com muita pinta ficou também o Dá Licença que abriu antes da pandemia e continua a ser um dos melhores segredos que o Alentejo esconde. Depois de percorrerem a região em busca do local perfeito, Victor e Franck deixaram-se encantar pela Herdade das Freiras, uma propriedade que data de 1830 com cerca de 120 hectares que pertenceu às freiras do Convento de Estremoz, e que foi um importante produtor de azeite, com mais de 13 mil oliveiras. Hoje, o antigo lagar da propriedade foi reconstruído e convertido numa galeria de arte privada, acessível só aos hóspedes desta guest house de luxo. 

dalicenca-pt-art-gallery-slide-1.jpg

Mas o Dá Licença tem muitos mais encantos. Numa região famosa pelo mármore, os donos do hotel aproveitaram esta pedra para criar detalhes de decoração únicos, como esta fabulosa banheira da suite The Rock que me deixa já com taquicardia só de me imaginar a tomar um banho de imersão aqui dentro.

dalicenca-pt-home-slide-5-2.jpg

Quase toda a decoração é em branco e em tons neutros, onde sobressai especialmente o mármore e as madeiras. Sempre em constante ligação com a natureza exterior. Tudo aqui impressiona pela elegância e pelo bom gosto. Desde as salas comuns aos terraços passando pelas suítes e quartos, respira-se arte, estética e sobretudo muita paz e tranquilidade.

dalicenca-pt-stay-suite-the-rock-1.jpg

A fazer lembrar Ibiza ou Santorini com os tons de África, este refúgio alentejano é o sítio ideal para passar uns dias a descansar, longe da cidade, do barulho dos carros e da confusão, a ouvir as ovelhas ao fundo e o som do vento a bater nas folhas das árvores. Já para não falar da espetacular piscina redonda, recortada na pedra que contrasta com a paisagem árida, quase lunar, que a rodeia.

dalicenca-pt-home-slide-7.jpg

Os quartos

O Dá Licença tem 5 suites e 4 quartos. Estes últimos são grandes com enormes janelas, um pátio privado e casas de banho em mármore, pois claro. Todos eles são decorados com peças únicas da coleção de arte dos proprietários. Toda a decoração é simples e minimalista.

dalicenca-pt-stay-suite-the-rock-7.jpg

dalicenca-pt-stay-rooms-moon-cube-2.jpg

As suites têm entre 50 e 180 m2 e duas delas têm piscina privativa. Todas têm uma decoração original e maravilhosa.

dalicenca-pt-stay-rooms-the-brazier-4.jpg

dalicenca-pt-stay-suite-sunset-2.jpg

O que mais impressiona são as casas de banho gigantes onde as banheiras e os lavatórios foram esculpidos por um artista local a partir de blocos de mármore. Cada banheira demorou sete semanas a ser esculpida.

dalicenca-pt-stay-rooms-moon-cube-1.jpg

Além disso, têm também pátios ou terraços privativos com uma vista única para a propriedade. Todas as suites têm (adivinhe!) peças de arte da coleção dos donos desta guest house de luxo. Basicamente os hóspedes dormem numa autêntica galeria de arte só que em camas híper confortáveis feitas com lençóis de linho.

dalicenca-pt-stay-suite-the-rock-3.jpg

O pequeno-almoço está incluído na estadia que tem de ser no mínimo de duas noites. Também pode almoçar ou jantar no hotel desde que reserve com 48 horas de antecedência. O menu não é fixo porque depende muito do que a horta orgânica do Dá Licença e os agricultores locais têm para oferecer no próprio dia. Também os vinhos da carta são da região.

dalicenca-pt-home-slide-2-2.jpg

Claro que todo este luxo tem um preço. O quarto mais barato custa €320 na época baixa, sendo que – como temos de marcar no mínimo duas noites – é, como diria o nosso António Guterres, “fazer as contas”. É pena que não aceitem a reserva de uma noite, sempre ficaria mais em conta. Encontra todas as informações aqui, no site do Dá Licença.

dalicenca-pt-home-slide-1-2.jpg

Se for a este paraíso, aproveite para ir passear até Estremoz. Não deixe de ir ao castelo, ao mercado ao ar livre aos sábados de manhã, no Rossio, onde encontra queijos, enchidos, velharias, entre outras coisas. E já agora vai ter de fazer uma paragem obrigatória na Mercearia Gadanha, para desgraçar a sua dieta e experimentar o lendário mil-folhas de bacalhau.

047H SEAT TARRACO FR.JPG

Nós já estamos a caminho no nosso SEAT Tarraco, porque só um SUV como este, com sete lugares e hiper-confortável, consegue levar toda a Família Mistério. Especialmente depois de uma grande almoçarada em que eu normalmente quase duplico de tamanho!

 

Boas férias,

Ela

 

fotos: francisco nogueira e carlos resende/ dá licença; d.r.

 

Este post foi feito com o apoio da SEAT 

 

2 comentários

Comentar post