o pior bife que já comi na vida está na portugália do chiado

    O meu pai costumava contar uma história que nunca soube se era verdade. Um dia, entrou na Cervejaria Portugália, em Lisboa, e pediu um bife com molho à Portugália. Entusiasmado, o empregado sossegou-o:

    – Está com sorte, hoje foi dia de fazer o molho.

    Eu sempre desconfiei da veracidade da conversa e passei anos a entregar-me nos braços de um bife que se autoproclamava como “o bife mais famoso de Portugal e reconhecido nos quatro cantos do mundo”. Confesso que nunca vi motivos para tanto entusiasmo, mas também nunca tive uma experiência traumatizante nos vários restaurantes da Portugália que já visitei. Até à semana passada.

    Faminto e gelado, corri à hora do almoço para o balcão da Portugália, nos Armazéns do Chiado, em busca de um bife suculento e saboroso. Já não pedia “um sabor inconfundível e uma maciez inimitável”, como é prometido no site do restaurante. A mim bastava-me um bife tenrinho e mal passado. E já agora, se também fosse possível, quente.

    28783494_2064235450260227_4748949495888841389_n.pn

     

    O ambiente

    Cheguei pouco depois das 13h20 para encontrar um mini-restaurante cheio, com um serviço self-service despachado e um intenso cheiro a comida. Não era propriamente um aroma agradável, mas antes um resistente odor que misturava vestígios de alho salteado com o refogado típico de uma sopa que passou mais de uma hora ao lume. Não sei se ali havia sopa, mas o cheiro era assim.

    Se fosse um cheiro exclusivo da cozinha, não haveria problema, mas infelizmente espalhava-se por todo o restaurante, ameaçando as camisolas dos clientes com uma longa e penosa contaminação. Depois de ficarmos uns minutos debaixo deste odor, parece que andamos o resto da tarde com um bife da Portugália escondido no bolso. 

    BIFE-BATATAS-ss.jpg

    O serviço 

    Quanto mais perto do balcão, mais intenso o cheiro. E, para minha infelicidade, ao chegar encontrei uma fila que dava a curva, começando a serpentear. À medida que ia contando as 11 pessoas pacientemente à espera, na fila, para encomendarem o seu bife à Portugália, o aroma ia cuidadosamente entranhando-se na minha roupa.

    Dez minutos depois, consegui pedir na caixa. Três minutos mais tarde, chegava o meu bife da vazia só com esparregado: sim, Ela também me impõe uma dieta forçada.

    bife-tenra-tradicao.jpg

    O bife 

    Está a ver este bife reluzente e brilhante da fotografia aqui em cima? Exactamente, uma das fotos que é apresentada no site da Portugália… Está a ver esta carninha suculenta e apetitosa? Então esqueça tudo isso.

    20190212_131302.jpeg

    Eu pedi um bife da vazia mal passado com molho à Portugália. O que me foi entregue para as mãos foi um bife com meio centímetro de altura, baço e seco no exterior. A cor da carne era de um castanho gasto que se assemelhava ao tom das cortinas de casa da minha bisavó. E não tinha qualquer tipo de brilho.

    Depois de cortar o bife, percebi que estava muitíssimo bem passado, como se já tivesse sido cozinhado previamente e levado apenas uma requentadela antes de ser servido (o que aliás justificaria os rápidos 3 minutos de espera entre o pedido e o prato pronto).

    20190212_131449.jpeg

    Além de dura e seca (quase se partia em densos flocos), a carne estava morna, o que anula qualquer hipótese de ter sido acabada de cozinhar. O molho que a acompanhava tinha um excesso de sal e um desequilíbrio de sabores que o aproximava mais de um caldo Knorr mal dissolvido do que de um molho de bife. Na verdade, o molho consegue ser excessivamente salgado em algumas partes e extremamente insosso noutras, como se os ingredientes se recusassem a misturar-se.

    Perante o desalento com a carne, atirei-me ao esparregado. E, aí tive uma surpresa: está a ver a consistência cremosa de um esparregado? Este tinha a cremosidade de um puré de batata e a leveza de uma argamassa. No meio, estavam escondidos uns indecifráveis grumos que, a uma primeira dentada, pareciam os nacos de miolo de pão de uma açorda, mas, à segunda e terceira dentadas se percebia serem pequenas bolas de esparregado mais frio que não tiveram tempo de aquecer o suficiente para se espalharem pelo resto.

    20190212_132443.jpeg

    Para não destoar do bife, também o esparregado vinha morno e com uma espécie de uma película que se havia criado no topo e que só era rebentada depois de se espetar o garfo até ao fim. Depois de retirar uma garfada, o esparregado mantinha-se firme e sólido como uma falésia do Algarve.

    Ora bem, eu nunca tive a veleidade de ver servido no meu prato o bife alto e suculento que é apresentado no site do restaurante. Nem o molho cremoso e brilhante. Ou o esparregado reluzente. Mas, pelo menos, um bife quente e mal passado já não era mau.

     

    O bom

    A água – estava engarrafada, transparente e sem alterações aparentes

    O mau

    O esparregado seco, morno e com grumos

    O péssimo

    O bife seco, duro, morno e bem passado

     

    Um óptimo bife para si onde quer que a Portugália esteja,

    Ele

     

    fotos: portugália; casal mistério

     

    Nota: Todas as despesas das visitas efetuadas pelo Casal Mistério a restaurantes, bares e hotéis são 100% suportadas pelo próprio Casal Mistério. Só assim é possível fazer uma crítica absolutamente isenta e imparcial. 
    _____________________________

    Portugália Balcão Chiado

    Armazéns do Chiado

    Rua do Carmo, 2, Lisboa

    Todos os dias, das 10h às 23h

    Tel: 210 003 605

    59 thoughts on “o pior bife que já comi na vida está na portugália do chiado

    1. Meu caro… o problema que expõe é um mal de quase todas as Portugálias a que já fui… a carne é má e os acompanhamentos são ainda piores. Também já tentei o marisco em dois (Portugália Colombo e Jerónimos beira rio) e em ambos devolvi porque não estavam em condições (como sou teimoso ou burro, insisti por duas vezes em cada um e o resultado foi o mesmo). desaconselho este restaurante e acho que, na melhor das hipóteses, devia fechar porque tenho muitas e fundadas dúvidas sobre a qualidade da comida fornecida.

    2. tive a mesma triste experiência no balcão dos armazéns do chiado e também noutros balcões da portugália (colombo, vasco da gama, setúbal, etc.)

    3. Pedro Gomes
      Adorei o comentário e espero q milhões de amantes de bons bifes (como eu) venham a lê-lo!
      Não referiu se mandou o dito de volta e se chamou o chefe: é fundamental se não, há o Livro de Reclamações.
      Bons Bifes, mal passados!!!

    4. A Portugália, “já era boa….” a ultima vez q comi num restaurante dessa cadeia, foi no shopping em Coimbra, e posso dizer que para além da carne seca, também pedi mal passada, o molho vinha AZEDO.
      Quiseram ganhar o “mundo” com as Mini Portugalias e perderam toda a qualidade que tinham.
      É uma pena.

    5. Concordo pleanamente consigo …também já desisti…a última vez foi uma bifana que mais parecia uma sola de sapato dura e cheia de gordura e para piorar o pão não tinha nada a ver com o da foto do restaurante..

    6. Sensivelmente a partir dos anos da expo / 98-2000, a Pt da almirante reis ficou intragável nos bifes, repeti 2-3x nessa época e nunca mais..e c/ marisco absurda/ caro p/a a qualidade, ainda p/ cima c/ “Ramiros” ali quase ao lado!…incompreensível ver a qte de gente q ainda frequente este restaurante…

    7. Não há dúvidas. O bife seja de q parte for é um nojo. Os acompanhamentos idem.
      Comecei nos anos 60 na Almirante Reis e como sou masoquista, tenho andado nas várias portugalizas deste país. Todas são uma M….

    8. Muito obrigado pela avaliação do Restaurante. Faço parte de uma geração para a qual a Portugália é (foi?) uma instituição de referência. em particular para os que vivem em Lisboa. Acontece que a Portugália já era um mau restaurante nos anos 80 do século passado e depois de 30 anos não melhorou. quanto ao prato de referência – o referido bife – carne é sempre de má qualidade, o molho é um mero líquido gorduroso à base de margarina de qualidade duvidosa, os acompanhamentos são ao nível da Fast Food, embora nesses ao menos se consigam comer entanto estão quentes.
      Costumo dizer que é o prior Restaurante de Lisboa, onde por vezes se tem que ir a acompanhar amigos saudosos. Cada vez menos

    9. ahh se houvesse um restaurante no continente como a cooperativa agrícola em Rabo de Peixe, isso é q era…. aquela carne maravilhosa….. estive em s. Miguel 4 dias e fui lá almoçar 2 vezes. Simplesmente divinal…..

    10. Se fosse só nesta Portugália….. Os bifes são horríveis em todos os estabelecimentos da marca e os acompanhamentos uma desgraça.
      Mas há quem goste… Eu não gosto e gostos não se discutem.

    11. Pois cá comigo foi bem diferente. Pedi um bife da vazia na Portugália do CC Alegro. Não vinha castanho, vinha branco tipo frango. Não vinha frio, vinha gelado. Reclamei, disseram que os bifes da vazia deles eram assim. Pedi livro de reclamações, disseram que já muita gente tinha reclamado. Reclamei até hoje espero respostas. Já lá vão dois anos. Nunca mais voltei.

    12. sinceramente não vejo porque razão esta cadeia de restaurantes é tão conhecida… ah esperem lá é pela cerveja! posto isto acho que está tudo dito.

      Miguel Ângelo

    13. Vamos lá esclarecer as pessoas. A “antiga Portugalia” cada cozinha fazia o seu próprio molho e a carne vinha da belgica/Holanda. A actual Portugalia fazem o molho numa fábrica à entrada de Lisboa e colocam_nos em baldes de 20lts para serem entregues em cada uma. A carne vem de Espanha. A única coisa que fazem na cozinha, é fritar as batatas.

    14. Há muito que deixei de ir à Portugalia, desiludido com a qualidade e serviços. Recomendo o bife do Império , que me parece ser melhor em tudo, incluindo o preço!

    15. Concordo em absoluto com este post.
      Habituei-me desde menino a ir com os meus pais nos idos anos 80 a Lisboa ver “a bola”. Cada ida não valia apenas pelos jogos pelas descobertas gastronómicas que fazia.
      Além da Portugália da Almirante Reis havia ainda o restaurante “jardim” junto aos restauradores com o seu fabuloso frango no espeto. Hoje acabado de entrar nos “entas” e a morar fora de Portugal, tento mostrar ás minhas filhas em cada regresso os restaurantes da minha infância… E realmente não se deve voltar onde fomos felizes.
      A Portugália hoje é uma leve sombra do que foi. Desolé.

    16. Também eu, há muitos anos, me curei dessas doenças chamadas Portugália e Trindade. Se habitam na zona de Loures, encontram um bife magnífico, alto, tenrinho e saboroso, com as batatinhas fritas no momento, na Ponte de Frielas.

    17. Caro Ele, mas alguma vez na vida foi bom?!! O molho nunca soube a nada…p mim,nem leite c mostarda é, a carne é isso mesmo…já tiveram uns croquetes bons e as batatas fritas tb já foram boas, de resto só a Imperial se safa!O melhor desses beefs das cervejarias é o do Império, ou o do Victor Sobral, cumprimentos a Ela!

    18. Experimentei o Portugalia uma vez, jurei para nunca mais. Não consigo perceber como é que há clientes tao satisfeitos e a dizer maravilhas de um restaurante que é péssimo. Nem a cerveja se aproveita.

    19. Aqui tenho de discordar. Comi lá um hamburguer que nem aos cães se dá. Pedi para os filhos. Tinha mais de 2 dedos de altura e estava mais seco que camurça. O sabor era horrivel. Ficou todo no prato. Os bifes estavam fracos e duros mas o molho não era mau mas a experiência foi desagradavel

    20. Realmente não sei como estão a servir os outros balcões da Portugália, mas pelo que li parece que muito mal, mas tenho uma ressalva tenho comido várias vezes no balcão fa Portugália do Strada (o antigo Odivelas Park) e não tenho razão de queixa os bifes lá são suculentos, saborosos e o molho é bom, pelo vistos a Portugália do Strada está de parabéns.

    21. Voces sao uns tristes… é incrivel como podem falar na internet e colocar toda a porcaria e injúrias que quiseram. Eu so gostava de saber onde estao os certificados deste casalinho misterio para fazerem criticas tao destrutivas a um estabelecimento. Seria mais bonito de se ver estes 2 senhores a arranjarem um trabalho e deixarem de querer viver a conta da fama dos outros. Se fosse a portugalia processava esta gente que nao tem conhecimento nenhum e mete.se a escrever um monte de babuseiras so para ter seguidores… é pena

    22. então é melhor processarem-nos a todos os que lemos e comentámos a concordar, não?
      já nos anos 80 aquilo não passava de carne seca com molho de manteiga com caldo knorr.

      beijinho no coração, Erica

    23. lol, ainda bem que existe hoje em dia este tipo de sites/blogs/apps de partilha sobre onde se comer bem ou mal.

      Já se faz tarde onde antes se pagava e comia autênticas nojeiras sem se saber ao que se ia para comer comeres requentados de ante ontem.

      Portugália só lá meti os pés uma vez e nem me recordo logo não deve ter ficado na memória, mas é só mais um fast food hoje em dia provavelmente mais caro, os restaurantes têm de aprender a não brincar com os clientes e manter qualidade, pois o dinheiro custa a ganhar, e ir comer fora para vergonhas destas no thanks. Grato pela partilha.

    24. Casal mistério…mesquinho e ignorante…atacam o que é nosso e enaltecem tudo o que é estrangeiro. Típico de gente pequenina e com complexos.
      Se tivessem um pingo de bom senso, um mínimo de pelo na venta e nunca escreveriam uma linha negativa sobre uma marca portuguesa com tantos anos de historia e de conquistas.
      Vocês e o bando de ratos de porão que, á vossa imagem e em catadupa, se engrandecem por detrás de um teclado com comentários prejurativos sobre o que é nosso e deveria ser estimado e enaltecido.
      Falem dos milhares de hamburgers e frangos fritos que proliferam a cada esquina ou das pizzas mal amanhadas que proliferam por todo o lado…
      Gente pequenina!

    25. Desde quando é que é preciso ter ‘conhecimentos’ para se fazer uma crítica a um restaurante ? ahahah
      A Portugalia é uma vergonha sim, e prova disso é os 33 comentários que foram escritos acima por pessoas que também não têm ‘conhecimentos’

    26. Há mais de 30 anos que não entrava na Portugália na Almirante Reis. Infelizmente tive a infeliz ideia de ir lá jantar há 2 semanas e infelizmente pedi uma mariscada cuja sapateira tinha uma côr cinzenta e mau sabor. Reclamei e trouxeram uma nova com sabor mais agradável.
      Infelizmente a Portugália estava cheia o que significa que ainda há muitas pessoas que gostam de ser enganadas e mal servidas.
      Fecham a Portugália !!!!!!

    27. Subscrevo inteiramente o texto em questão! Deviam ser multados por servirem refeições de tão má qualidade! Eu tinha vergonha, se fosse proprietária de um restaurante, de enganar os clientes e ficar exposta a tais críticas! Esperemos que melhorem!

    28. A Portugália, para mim, deixou de ser cervejaria a frequentar há muitos anos. O serviço de outrora já deixava muito a desejar e a comida ainda pior, de matar memórias infelizmente… e tudo piorou quando surgiram os “balcões Portugália”. Das últimas vezes só ia à Portugália com colegas de trabalho, na “hora da loira”, para um cachorro e uma cerveja ao fim de uma semana de trabalho, mas o acumular de desilusões e queixas só permite tolerar até certa altura…

      Há mais cervejarias e há já imensos restaurantes que fazem bifes que envergonham até a Portugália dos tempos áureos, não há necessidade de estar agarrado a uma lembrança nostálgica de um bife que muito possivelmente sabe melhor nas nossas lembranças do que realmente alguma vez aconteceu na realidade… a memória e a nostalgia têm dessas coisas, temperar o paladar das lembranças.

    29. Infelizmente também já tive essa experiência , mais de uma vez em diferentes locais da Portugália ( agora já desisti ).Tanto faz pedir o bife médio ou mal passado, vem sempre na mesma. Já reclamei mais do que uma vez e a resposta de uma das vezes foi: os bifes são pré-cozinhados e o molho está sempre feito, pelo que não há maneira de satisfazer os pedidos!!!!Mais comentários para quê…???Desistam de ir à Portugália, como eu já fiz
      CM

    30. Que visão é essa, dizer bem apenas por ser nacional?
      Diz-se bem por ser bom, diz-se mal por ser mau.

      Já agora, se quer defender o que é nacional por ser nacional, poderia começar por defender a Língua Portuguesa, essa sim digna de ser bem tratada.

    31. Não sou muito de comentar blogs mas a este não fico indiferente. Caríssimo a primeira coisa a fazer quando lhe foi apresentado o bife era RECLAMAR logo de seguida , um bife da vazia que pretendia é completamente diferente do bife do Bojador que acabou por comer, quanto ao esparregado a mesma coisa , quando o cliente não está satisfeito tem que primeiro reclamar com o funcionário que lhe colocou o almoço na frente em seguida pedir o livrinho que toda a gente fala nele e não sabe escrever. Já agora o caríssimo dava um bom escritor da forma como detalhou os promenores da aventura. Para uma próxima aconcelho uma deslocação às tascas da zona onde se come muito bem e sabe sempre bem.

    32. O BIFE DA PORTUGÁLIA ACABAOU HÁ MAIS DE 25 ANOS QUANDO ERA SEVIDO E COZINHADO POR BONS PROFISSIONAIS, AGORA É UMA SOMRA DO CÉLEVRE BIFE EM QUE A QUALIDADE DEIXA MUITO A DESEJAR.

    33. Experimentem vir à Portugália do Oeiras Parque (balcão) … tragam qualquer coisa para se entreterem enquanto esperam e será uma sorte receberem o que pediram à primeira e cozinhado como deve ser. Eu já desisti!

    34. Comigo aconteceu o mesmo…bife de plástico , batata frita sem sabor e o molho deslavado , sem saber a nada…Destruí a mixórdia com o talher e devolvi ao balcão…e apenas disse ….COMAM VOCÊS !

    35. Querem um bom bife da vazia, no vosso “ponto” de preferencia, com um excelente molho, ovo estrelado inteiro, batatas muito gostosas e tudo na temperatura correcta?
      Vão à Império, ao lado do antigo cinema, e também à do Restelo.
      Tenho estado fora,…espero que a conhecida qualidade seja a mesma: excelente!!

    36. Candidatei ne a um lugar de chefia nestes restaurantes. Só aceitavam a candidatura se tivesse sido antes gerente do macdonalds visitei as cozinhas na almirante reis , os bifes são feitos em 2 tipos de cozedura e depois daselhe o toque final com o molho vindo de baldes de plastico, o resto imagina se!!!!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *