Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os 5 melhores sítios para ver a aurora boreal na europa

tromso-norway-northern-lights-GettyImages-61388740

Está decidido: é a nossa próxima viagem mistério. Não resisto mais a ver fotografias como estas com paisagens deslumbrantes, cores incríveis e um céu que parece tirado de um quadro do Monet (pequeno momento de alta cultura para tentar que este blog seja elogiado publicamente pelo Vasco Pulido Valente).

A Aurora Boreal é um dos mais fascinantes fenómenos da natureza e estamos vertiginosamente a aproximar-nos da época ideal para o ver. É entre Dezembro e Março que as partículas do vento solar entram em contacto com a atmosfera, criando nuvens formadas por cores verdadeiramente inacreditáveis.

O problema é que esta maravilha não se vê em qualquer sítio: só entre as latitudes 65 e 72 e nos países que estão dentro de um anel conhecido como Aurora Oval. Além disso, ainda precisa de um céu limpo e pouco poluído para ter a sorte de ver esta loucura da natureza.

Tudo isso parece muito complicado, mas felizmente a revista Condé Nast Traveler fez o favor de descobrir quais são os melhores sítios da Europa para ver a Aurora Boreal. É para aqui que nós vamos.

 

Bláskógabyggð, Islândia

Thingvellir-iceland-northern-lights-GettyImages-49

Confesso: demorei cinco minutos para tentar copiar o nome desta terra sem cometer erros de ortografia. O melhor é desistir de tentar pronunciar este nome sem se enganar. De agora em diante, vamos referir-nos a isto apenas como o melhor sítio para ver a Aurora Boreal na Islândia. E porquê? Porque fica dentro do Parque Nacional de Thingvellir (pouco poluído), tem um terreno plano (deixando o horizonte descoberto), e fica próximo de Reiquiavique (provavelmente o único nome de cidade islandesa que conseguimos pronunciar e onde todos os aviões vindos de Portugal aterram).

 

Abisko, Suécia

abisko-sweden-northern-lights-GettyImages-49999767

Programa de sonho sugerido pela Condé Nast Traveler: instale-se no Hotel do Gelo, em Jukkasjärvi, e durma uma noite dentro de um iglo, numa cama feita de gelo. Depois, viaje 120 quilómetros para Noroeste até ao Parque Nacional de Abisko, onde vai encontrar o melhor spot ara ver a Aurora Boreal na Suécia. O facto de o parque ficar num vale, rodeado por montanhas de ambos os lados, cria um microclima onde quase nunca existem nuvens, chuva ou neve. Na Suécia, o céu de Abisko é conhecido como o buraco azul, onde quase todos os dias se consegue ver a Aurora Boreal durante a época alta.

 

Kangerlussuaq, Gronelândia

Kangerlussuaq-northern-lights-GettyImages-53045216

A Condé Nast Traveler diz que praticamente não existe um mau sítio para ver a Aurora Boreal na Gronelândia, uma região enorme e com apenas 56 mil habitantes, na Dinamarca. Mas Kangerlussuaq é o spot ideal. E tudo porque consegue ter umas impressionantes 300 noites de céu limpo por ano. Melhor ainda: a cidade de 540 habitantes tem um aeroporto internacional, o que torna os acessos relativamente acessíveis.

 

Tromsø, Noruega

tromso-norway-northern-lights-GettyImages-61388740

É a maior cidade acima do Círculo Polar Ártico, a tal zona do planeta onde se pode ver a Aurora Boreal. E é conhecida como a Paris do Norte. O mais incrível é que aqui a Aurora Boreal é visível da cidade. Especialmente entre Dezembro e Janeiro, quando as noites duram 24 horas. 

 

Ylläs, Finalândia

YllasbyMarkusKiili.jpg

É quase tão garantido que aqui consegue ver a Aurora Boreal que, se reservar uma semana de férias, em Janeiro, no hotel Ylläksen Yöpuu, e não a conseguir ver, devolvem-lhe 50% do que gastou (atenção que isto só vale para reservas directas feitas pelo email do hotel). Além disso, a zona tem uma app que lhe indica os spots onde pode encontrar as luzes e para onde estas se estão a dirigir. Com tanta ajuda, é impossível falhar ou não?

Agora é só escolher para onde prefere ir, mas a minha querida Família Mistério está a pressionar forte com a Islândia.

 

Umas óptimas férias para si onde quer que a Aurora Boreal esteja,

Ele

 

fotos: condé nast traveler

 

1 comentário

Comentar post