Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casal Mistério

Casal Mistério

os 8 alimentos saudáveis que o impedem de emagrecer

08.08.19

Quando começamos uma dieta, a tendência é para optar por alimentos saudáveis como fruta, legumes, frutos secos, sementes e proteínas que nos garantem que ficamos saciados por muito tempo. É o meu caso desde que comecei a fazer a dieta keto ou a dieta cetogénica. Mas a verdade é que lá porque andamos a comer alimentos e ingredientes saudáveis não significa que podemos abusar. Como diria o outro: “é à vontade mas não é à vontadinha!”.

Há muitos alimentos que, apesar de saudáveis, são muito calóricos, e pior de tudo, podem tornar-se viciantes, já que são tão bons que só consegue parar de os comer quando acabam. Além disso, são leves e não ocupam muito espaço no estômago. Resultado: não vai conseguir emagrecer.

O blog Fitness Pal recorreu a um grupo de nutricionistas para elaborar uma lista destes alimentos saudáveis que podem estar a trair a sua dieta. Atenção, atenção: os alimentos que se seguem são para ser tomados com muita moderação.

8-Healthy-Whole-Foods-That-Could-Slow-Weight-Loss.jpg

 

1 . Abacate

Apesar de ser muito rico em gorduras saudáveis, o abacate é muito calórico. Para se ter a noção, ¼ de um abacate tem 80 calorias, dependendo do tamanho. O problema é que ninguém se fica por ¼ de um abacate. Eu, por exemplo, como na boa um inteiro, ou seja, cerca de 320 calorias.

O mesmo acontece com o guacamole. Toda a gente petisca esta delícia sem pensar nas consequências, mas duas colheres de sopa de guacamole equivalem a 50 calorias. A verdade é que comemos muito mais. Normalmente, uma pessoa petisca 75 g de guacamole que correspondem a cerca de 400 calorias. Já para não falar daquelas tentações que mergulhamos no guacamole, como tostas, chips e afins.

Dica: o ideal é comer metade de um abacate por dia ou menos.

raisin-2772204_1280.jpg

2. Fruta seca ou desidratada

Sabia que são conhecidas como as guloseimas da Natureza? Eu não, mas isso explica muita coisa. As frutas secas e desidratadas, como as passas e as sultanas, por exemplo, têm muito mais calorias do que a fruta normal. O ideal é comer fruta ao natural porque sacia mais. Tem de comer muito mais frutas secas para atingir o mesmo grau de saciedade. Os nutricionistas da Fitness Pal recomendam apenas uma porção (uma ou duas colheres de sopa) para usar como topping nas papas de aveia. What? Morri.

Dica: Nunca, mas nunca, por Amor da Santa, petisque diretamente do pacote. É a morte da sua dieta (e da minha diariamente, pelos vistos).

almonds-771630_1280.jpg

3. Frutos secos

Estes aperitivos costumam ser a minha desgraça, porque infelizmente têm demasiadas calorias. Apesar de as gorduras presentes nos frutos secos reduzirem o risco de doenças cardíacas, no que toca a dietas, já não são os melhores aliados do mundo. Se o seu objetivo é perder peso, deve reduzir a porção dos frutos secos a uma mísera chávena de café. Eu sei. É difícil, não é? Eu costumo comer um prato de sopa sozinha, é ridículo. É por isso que estou a emagrecer a esta velocidade estonteante, ao ritmo dos passos de uma tartaruga.

Dica: Compre embalagens individuais para não se desgraçar de vez.

food-3062139_1280.jpg

4. Azeite e óleos vegetais

A ingestão em excesso de óleo de coco, por exemplo, e de todos os óleos vegetais, pode provocar um aumento de peso. Medo! Sim, é verdade: uma colher de sopa de óleo vegetal tem cerca de 14 gramas de gordura e 126 calorias. Por isso, tenha muita atenção à quantidade que coloca na frigideira para fritar os seus alimentos ou àquele perigosíssimo “fio” de azeite ou óleo vegetal para temperar as suas saladas.

Dica: use apenas uma porção do tamanho do seu polegar.

almond-1850615_1280.jpg

5. Manteiga de amendoim

Rica em proteínas, a manteiga de amendoim, tal como todas as manteigas derivadas de frutos secos, tem um enorme problema: é demasiado deliciosa. É impossível ficarmo-nos por uma pequena porção. Duas colheres de sopa de manteiga de amendoim têm cerca de 200 calorias, mas o pior é que a maioria não se fica por aí. A média das pessoas chega a comer 400 a 800 calorias. Claro que estou incluída nesta média, mais perto do intervalo mais alto, naturalmente.

Dica: Tire uma pequena porção para o seu prato e esconda o frasco no armário mais fundo da sua cozinha.

smoothie-2340399_1280.jpg

6. Smoothies comprados em supermercados ou restaurantes

Acredite: faz toda a diferença se fizer em sua casa, onde pode controlar os ingredientes que vai ingerir: fruta, legumes, proteína e um leite vegetal pouco calórico, por exemplo. O problema é que a maioria das pessoas compra um smoothie num supermercado ou num restaurante em vez da habitual refeição num fast food qualquer a achar que vai emagrecer e não é bem assim. Quase todos esses smoothies têm aditivos desnecessários, açúcar e calorias extra que não vai querer ingerir.

Dica: se tiver mesmo de comprar um smoothie, leia o rótulo com muita atenção, sobretudo a quantidade de hidratos, calorias, fibras e proteínas.

granola-3440204_1280.jpg

7. Granola ou Muesli

Até mesmo a mais saudável granola é demasiado calórica. Infelizmente, porque tem sido o meu pequeno-almoço dia sim, dia também. A verdade é que a granola é uma mistura de frutos secos, fruta desidratada, sementes e óleo vegetal… 30 g de granola correspondem a 160 calorias e a 14 gramas de gordura. Está tudo dito, não é verdade?

Dica: esqueça a granola e opte por aveia crua.

bread-6110_1280.jpg

8. Pão integral

Apesar de ser rica em fibras, tenho uma péssima notícia para lhe dar: a farinha integral tem precisamente as mesmas calorias do que a farinha normal. Choque. Pânico. Não fazia ideia. Por isso, já sabe: é fugir do pão como o Diabo da Cruz. É a única coisa que faço acertada na minha dieta. Já deixei de comer pão. Haja alguma coisa!

Dica: coma no máximo 1 a 2 fatias de pão por dia.

 

Conclusão: já percebi porque parei de emagrecer. Estou a abusar nas doses. Realmente, bem dizia a minha querida mãezinha: “tudo quanto é demais é exagero”. Neste caso, estou a exagerar nos alimentos saudáveis, desgraçando assim a minha eterna dieta…

A verdade é só uma: para emagrecer precisamos mesmo de fechar a boca e quando a abrimos só podemos deixar entrar porções mínimas de alimentos… saudáveis, claro.

 

Boa dieta para mim e para quem está na luta,

Ela

 

fotos: fitness pal

 

3 comentários

Comentar post