Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

desprezado pela jovem nata da elite do dafundo no almoço-comício do psd

Um evento destes exigia uma farda à altura. Vesti um parlamentar blazer azul escuro e uma militante gravata cor-de-laranja e meti-me no carro com uma única missão: fazer a crítica gastronómica do almoço de campanha do PSD, nos Bombeiros Voluntários do Dafundo, perto de Lisboa. Um desafio que nos foi lançado pela revista Sábado.

20190515_121459.jpeg

Cheguei uns desleixados sete minutos depois da hora marcada, porque o Google Maps me mandou para a Rua dos Bombeiros Voluntários do Dafundo e não para os Bombeiros Voluntários do Dafundo propriamente ditos – é verdade, não são no mesmo sítio. Encontrei um pequeno aglomerado de quatro pessoas, também de blazer azul escuro, em pé, à porta, à espera do cabeça-de-lista.

Esperei uns segundos antes de avançar e foi então que reparei que quase toda a gente chegava de camisa ou de t-shirt e ia religiosamente cumprimentar todos os homens do blazer.

Conclusão: se queria passar despercebido, era melhor trocar a gravata cor-de-laranja pelo autocolante na lapela. Tirei o blazer e a gravata e corri para a porta onde me colaram, junto ao coração, um pouco discreto semáforo com as inspiradoras palavras: “PSD – Primeiro Portugal – Marcar a Diferença”.

 

 

infiltrámo-nos nos comícios do PS e PSD para fazer a crítica gastronómica das europeias

Já não há carne assada, mas há bacalhau seco, caldo verde sem chouriço e vinho à temperatura do Mar Morto. Enquanto os militantes ouviam os líderes, fomos comer aos eventos de campanha do PS e PSD. Ela jantou em Almeirim, Ele almoçou no Dafundo. Sempre de forma anónima e pagando a conta. Mas sem fatura – porque isso nos partidos não existe. Um desafio da revista Sábado a que não conseguimos resistir.

IMG_0495.jpg

 

 

"basta"! guia michelin indigna-se com uma sobremesa servida em cima de um chinelo

PMS_Food-018a-860x574.jpg

É a polémica do momento no mundo da alta cozinha. Nem o Guia Michelin aguenta mais as invenções dos chefs de topo para chamarem a atenção dos críticos e dos clientes. Na semana passada, o prestigiado guia internacional publicou, na sua conta britânica no Twitter, uma fotografia de uma sobremesa servida em cima de uma Havaiana com o seguinte comentário: "Enough now".

A sobremesa faz parte da carta do restaurante alemão Falco, em Leipzig, que recebeu duas honrosas estrelas Michelin no guia de 2017. E alguma coisa me diz que é capaz de perder, pelo menos, uma delas em 2018.