Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

esta carne de porco cozinhada a baixa temperatura derrete-se na boca e quase se cozinha sozinha

Pode demorar tempo a preparar. Mas é tempo durante o qual nós estamos de pernas esticadas, num sofá, enquanto a comida cozinha praticamente sozinha. Esta é a maior vantagem destes divinais pratos cozinhados a baixa temperatura. Além de ficarem deliciosos, com a carne a desfazer-se na boca, não exigem quase trabalho nenhum. É colocar tudo dentro de um tacho de ferro fundido e ir à sua vida. Três horas depois, está pronto.

Esta divinal receita é do site Food52 e cozinha a paleta de porco num incrível molho de soja e vinagre balsâmico. Mas, como dizia o inesquecível Odorico Paraguaçu, vamos deixar de lado os entretantos e partir para os finalmentes.

Para fazer esta beleza, o primeiro passo é escolher bem a carne. Peça cerca de 2 quilos da parte superior da paleta de porco, já sem osso. Conseguido isso, o resto é mais fácil: alho ralado, salva em pó, folhas de louro, água, açúcar mascavado, vinagre balsâmico, molho de soja, mostarda em pó, amido de milho, sal e pimenta preta. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

600e7a93-d766-4535-a0ad-4561543b75e8--2018-1102_slow-cooker-pork-shoulder-brown-sugar-balsamic-glaze_3x2_julia-gartland_290.jpeg

 

 

4 maneiras deliciosas de fazer ovos no forno para um brinner perfeito

Sempre que tenho dúvidas existenciais, recorro ao Jamie Oliver. Pode não ser um cozinheiro genial, mas é prático e costuma ter receitas deliciosas e saudáveis. É o ideal para aqueles dias em que não sabemos o que fazer para o jantar e não queremos perder muito tempo na cozinha.

Hoje é um desses dias. Com o almoço de Dia da Mãe a empanturrar-me como se fosse o Buda sentado, preciso de uma solução fácil e leve para o jantar. Mas que impressione a minha querida Mulher Mistério. Por isso é que lhe vou apresentar uma destas quatro fantásticas sugestões de ovos no forno. Consegue adivinhar qual?

5aaaebc9604f27084a0d788d-w1000_h1000.jpg

 

as melhores batatas fritas do planeta segundo os verdadeiros especialistas

Já estou a sentir a ala radical das redes sociais a afiar as facas para me desfazer em público: 

– Então este artista julga-se "O" verdadeiro especialista?

Não, prezados e dedicados haters, não me julgo. Longe disso! Mas julgo os inigualáveis autores do site Food52. E são eles que dizem categoricamente que estas são as melhores e mais estaladiças batatas que o planeta já cozinhou. Isto depois de andarem a testar várias temperaturas, tipos de batata e até fornos?

Fornos?!

Sim, fornos, porque as melhores batatas fritas são feitas no forno. E, nova surpresa, não são feitas com batata. São feitas com casca de batata. Mas o melhor é seguir a receita passo a passo:

e2a34eb1-9cbd-4ce4-a661-81f676770ee2--2019-0419_ba

 

 

como fazer as melhores panquecas da nigella lawson

Hoje em dia, preciso de todo o tipo de argumentos para conseguir fazer um prato que tenha açúcar e farinha nesta casa. Não é fácil. Cada vez que descubro uma receita calórica, sinto-me como o aluno do primeiro ano no dia da oral com o decano da faculdade. Não é fácil. Além do olhar altivo, a minha querida Mulher Mistério esmaga-me com todo o tipo de argumentos.

Desconfio que Ela tenha definitivamente trocado a leitura de romances pelo estudo de livros de nutrição. Para cada frase que eu digo, Ela tem sempre uma proteína para acrescentar, uma caloria para criticar ou um bifidus para soletrar. A mulher está transformada na Isabel do Carno desta casa, na Ágata Roquette desta família. É um inferno! Vivo a minha vida equilibrado em cima de uma balança.

Mas hoje tenho um argumento imbatível. Ninguém resiste a uma receita da Nigella Lawson, pois não? É uma oportunidade única. É como ir ao Louvre e não ver a Mona Lisa cercada por chineses.

Ainda por cima, é uma receita facílima de fazer: umas divinais panquecas para preparar no forno, do seu livro Simply Nigella. Ficam leves e fofinhas como o cabelo do Luís Borges.

91U3EfvjDML.jpg

 

 

o vídeo que ensina a fazer o jantar ideal para quando não quer ter trabalho na cozinha

DSC02109.jpg

Os domingos são dias de preguicite aguda. Dias de passar horas refastelado no sofá a "panar", como dizem os nossos queridos e esclarecidos Filhos Mistério. E isso envolve o mínimo esforço comum na cozinha. Ao jantar é suposto ter receitas simples e eficazes para fazer em poucos preguiçosos minutos.

Para hoje, vou preparar uma das nossas receitas preferidas de domingo. Trata-se de uma facílima massa rigatoni com cogumelos shimeji e um divinal molho de queijo. Melhor ainda do que demorar pouquíssimo tempo a fazer, é o facto de ter uma apresentação verdadeiramente arrasadora – capaz de impressionar até as mentes mais cautelosas.

Eu costumo fazê-la sempre que recebo a visita inesperada da minha querida e prezada Sogra Mistério que normalmente, ao domingo, costuma aparecer cá em casa de surpresa por volta das sete da tarde. Só para saber se estamos bem, claro. Mas já que está quase na hora de jantar...

 

Massa com cogumelos e molho de queijo

É a maneira mais surpreendente de apresentar um dos pratos mais fáceis do planeta: uma deliciosa massa rigatoni gratinada no forno com cogumelos shimeji e molho de queijo derretido. Receita completa: www.casalmisterio.com #vídeo #massa #casalmisterio

Publicado por Casal Mistério em Domingo, 24 de março de 2019

 

como fazer o mais fácil crumble de maçã e aveia no forno

Qualquer sobremesa que se explique apenas em cinco passos merece entrar directamente para o tão desejado Olimpo Mistério. Para quem não saiba, o Olimpo Mistério é a área sagrada onde nós guardamos as receitas que queremos mesmo, mesmo fazer. Infelizmente, como cá em casa se come mais do que em todas as refeições dos Simpsons juntas, o Olimpo Mistério abarca qualquer coisa como 3.269 receitas (sim, é a quantidade de posts que já publicámos desde que começámos o blog – emoji a suar em bica).

Mas isso não quer dizer que as receitas não sejam todas absolutamente deslumbrantes, fulgurantes e impressionantes. E é por isso que não vou deixar escapar este fenomenal crumble de maçã com flocos de aveia, do site The Kitchn. Em primeiro lugar, a aveia vai deixar o crumble muito mais crocante e surpreendente. Depois, aquele incrível molho que sai da maçã assada no forno já começa a apetecer para compensar a chuva que vem aí.

Para fazer esta beleza, só vou precisar de duas maçãs Granny Smith descascadas e cortadas às fatias, sumo de limão espremido, açúcar, amido de milho e canela em pó. Para o crumble, vou usar flocos de aveia, farinha, açúcar mascavado, flor de sal, manteiga derretida e extracto de baunilha. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

f672bee8b253e108ed51ffec66d102a153a94416.jpeg

 

 

como fazer um cremoso risotto no forno sem precisar de estar sempre a mexer

Está a ver aquela chatice de ter de ficar sempre a mexer o risotto enquanto ele cozinha? Não, não está – estava! Esta receita do fabuloso site The Kitchn é um pequeno passo para a panela, um gigante salto para a preguiça.

Se tiver uma daquelas panelas de ferro que podem ir ao forno, consegue acabar com aqueles 20 a 30 minutos de musculação forçada no bícep. Não há cá mexidelas. O arroz cozinha tranquilamente no forno enquanto Vossa Senhoria vê uma série, refastelado à frente da televisão. Mas o melhor é ler a receita completa.

Tudo o que vai precisar é de arroz para risotto (arbório, carnaroli ou violane), pancetta ou bacon picado, cebola cortada às fatias, um copo de vinho branco, caldo de galinha ou de vegetais, manteiga, queijo parmesão e o que mais gostar – a receita original é com ervilhas e pesto, mas eu vou usar cogumelos e estragão. Se tiver um fio de azeite de trufas em casa, vai ver que também fica delicioso.

Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

4894d6db66ddcc46a430765b7c51de31984f6a89.jpeg

 

 

papas de aveia no forno com chocolate derretido por cima

aveia-3.jpg

Já é quase uma tradição cá em casa. Todos os fins-de-semana, junto-me com os meus queridos Filhos Mistério para preparar umas papas de aveia no forno, em família. A minha querida Mulher Mistério planta-se à frente da televisão para ver um daqueles programas desinteressantes que só Ela gosta e eu mudo-me com as crianças para a cozinha.

Toda a gente adora este programa porque, depois de cozinhadas no forno, as papas de aveia dão para toda a semana. Pode perfeitamente levá-las para o trabalho ou para a escola e depois é só aquecer e comer. Vai ver como ficam deliciosas... 

Ontem fizemos estas divinais papas de aveia com chocolate derretido por cima. Acho que não vale a pena dizer mais nada, pois não?

 

o vídeo ideal para um dia de mau tempo: pão alentejano recheado com queijo derretido no forno

DSC00063.jpg

Há coisas que nasceram para existir em conjunto: o Egas nasceu para estar com o Becas, o Jorge Jesus nasceu já com uma pastilha elástica na boca e o mau tempo nasceu para ter um queijo derretido no forno. E então se esse queijo for acompanhado por um magnífico pão alentejano quentinho e ainda a estalar, estamos perante a mais perfeita união que este universo já produziu.

É por isso que desafio toda a gente que não esteja agora nas Maldivas: veja este vídeo de 40 segundos e vá para a cozinha porque o seu dia está prestes a mudar.  

 

 

 

o vídeo que o ensina a fazer umas papas de aveia saudáveis no forno

papasdeaveia.jpg

É a Liga dos Campeões dos pequenos-almoços saudáveis. Se umas papas de aveia já são uma delícia, umas papas de aveia no forno são muito mais. E porquê? Porque ficam molhadinhas por dentro e tostadas e crocantes por fora. 

Além disso são facílimas de fazer e duram para quase toda a semana. Pode preparar um pirex inteiro hoje e depois ir tirando à medida que lhe apetecer, ao longo do resto do fim-de-semana.

São deliciosas para o seu brunch e são maravilhosas para o seu lanche. Melhor ainda: a receita é tão fácil que se explica num vídeos de poucos segundos.

 

 

 

como fazer panquecas no forno

Shiiiiu! Fale baixo. Ninguém nos pode ouvir. Especialmente a minha querida e temível Mulher Mistério. Ela está convencida de que o facto de fazermos umas panquecas no forno, em vez de ser no fogão, as transforma na coisa mais light e dietética do planeta. E quem sou eu para a desmentir nessa sua firme convicção?

Por isso, vou aproveitar a deixa para este fim-de-semana me atirar a estas deslumbrantes panquecas de maçã, do site Taste of Home. São fáceis de fazer, são divinais e até têm menos de 200 calorias. Ou seja, nem tudo está perdido.

Para fazer esta preciosidade do mundo do brunch, vou precisar de ovos, leite, farinha, sal, noz moscada e manteiga. Para o topping, separe duas maçãs descascadas e cortadas às fatias, mais manteiga e açúcar. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

panqueca.jpg

 

como fazer uns peitos de frango com arroz e salada e só sujar um pirex: a receita ideal para uma segunda-feira à noite

Ponha a tocar a Marcha Fúnebre. Hoje é segunda-feira e ainda faltam 100 longas horas de espera até ao fim-de-semana (isto se tiver a sorte de sair na sexta às cinco da tarde). É verdade: estou com o humor do João Galamba quando olha para alguém de fato e gravata. E, por isso, preciso de um jantar tão rápido como o Usain Bolt e tão fácil como as concorrentes do Love on Top.

Esta estrondosa receita do blog Bev Cooks consegue ser tudo isso e ainda saudável e perfeita para uma família numerosa como a nossa. São uns peitos de frango acompanhados com uma salada grega e um fantástico arroz jasmim. Mas a grande novidade é que é tudo feito e servido dentro de um simples e solitário pirex. Ao mesmo tempo. Sem panelas para mexer nem temperaturas para controlar. Liga o forno, põe a travessa lá dentro e pode ir à sua vida. 45 minutos depois, o jantar está na mesa.

Para fazer esta tentação, só precisa dos habituais peitos de frango (que estão para os jantares de segunda-feira assim como o Marques Mendes está para as noites de domingo), arroz jasmim, caldo de galinha, tomilho, orégãos, cebola em pó, alho em pó (peço desculpa, mas à segunda-feira à noite não há tempo para cortar alho e cebola), queijo feta, tomatinhos cherry cortados ao meio, pepino em cubos, azeitonas, salsa e um limão para espremer. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

greek2-2.jpg

 

como fazer os peitos de frango mais fáceis e suculentos do planeta

Qual é para si o grande problema de fazer peitos de frango para o jantar? Para mim, é o risco de os secar – que é quase tão elevado como as taxas de juro da dívida pública portuguesa. Como os peitos de frango vêm sem pele, é muito fácil acabar com uma carne seca e desenxabida. A não ser, claro, que opte por recheá-los com queijo como fizemos nesta receita aqui. Ou que os regue com outro qualquer molho anti-dietas.

Pois bem, esse risco está prestes a desaparecer, graças a esta facílima e dietética receita do fabuloso site The Kitchn. O jornal Huffington Post chamou-lhe o método infalível para fazer os peitos de frango perfeitos. E porquê? Porque, ao usar esta técnica, quase está a cozinhar os peitos de frango ao vapor. O segredo está em cobri-los com uma folha de papel vegetal untada com um bocadinho de manteiga (vá lá, só um bocadinho... nem tudo pode ser 100% magro) e depois colocá-los no forno. O papel vegetal vai manter todos os sucos da carne intactos, impedindo-a de secar. E a manteiga (é mesmo só um bocadinho...) vai entranhar-se na carne deixando-a ultra-saborosa. 

Melhor de tudo? Esta receita é a coisa mais fácil de fazer.

59d2c4179766829107ad3a868439b74547c70946.jpeg

 

 

peitos de frango estaladiços com corn flakes no forno, o jantar ideal para o regresso às aulas das crianças

O ambiente culinário nesta casa anda de cortar à faca. Entre blog, trabalho, regresso de férias, contagem decrescente para o início das aulas e empregadas domésticas que não duram mais de 24 horas (a última mandou um sms a avisar que "não dava" para continuar, como se estivesse a acabar o seu último namoro de Verão), confesso que não tem sobrado muito tempo para grandes cozinhados.

E foi por isso com um enorme sorriso à Manuela Moura Guedes que encontrei esta fabulosa receita do blog Damn Delicious. E porque é que é fabulosa, pergunta muito pertinentemente Vossa Senhoria. Porque peitos de frango é aquilo que nunca falta em qualquer casa portuguesa. Porque, os corn flakes criam uma crosta estaladiça à volta do frango. E porque esta receita é facílima de fazer até para alguém como a minha querida Mulher Mistério.

Baked-Popcorn-ChickenIMG_0555edit.jpg

 

palitos de abóbora-menina no forno (quem precisa de batatas fritas?)

Não sei porque é que há toda esta polémica a propósito da proibição por parte das autoridades francesas do uso de burkini. Pessoalmente, acho uma ótima ideia. Acho mesmo que vou aderir à moda e assim desisto de vez da minha dieta... Era espetacular!

OK, não era assim tão espetacular porque deve ser um calor infernal debaixo daquilo e, além disso, adoro apanhar sol. Por isso, vou voltar à minha dieta (que interrompi por uns breves 10 minutos) e convencer o meu querido Marido Mistério a fazer estas batatas fritas a fingir.

Como adoro batatas fritas mas, infelizmente, estão totalmente proibidas em qualquer dieta, a solução é fazer substitutos saudáveis, como estas que encontrei no ótimo blog Feed Me Phoebe.

Ele só precisa de uma abóbora-menina, descascada, sem sementes e cortada aos palitos, azeite, sal, sálvia picada e mais algumas folhas para decorar. Para o molho, só precisa de uns filetes de anchova, maionese e sumo de limão fresco.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

image.jpeg