Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os 7 erros que não pode cometer para cozinhar um risotto perfeito (segundo um chef italiano)

Shhhh... Vamos ler este post muito baixinho porque a Família Mistério está em dieta pós-Verão e eu não quero represálias. Eu próprio estou a escrever este texto com umas luvas para que Ela – a temível Ela! – nem sequer oiça o barulho dos dedos a bater nas teclas. (E também para não deixar impressões digitais na arma do crime)

O risotto está para a minha vida assim como a Crstina Ferreira está para a vida do Manuel Luís Goucha: somos uma dupla invencível. E, por isso, eu sinto-me compelido a fazer um risotto cá em casa pelo menos uma vez por semana. O problema é que é fácil deixar o risotto empapado. Ou duro. Ou queimado. Ou sem aquela textura cremosa e verdadeiramente viciante. 

Felizmente, o site Food & Wine fez o trabalho por nós e foi falar com grandes chefs italianos para reunir os 7 erros que não pode cometer quando preparar um risotto em casa.

42260990604_b216841aa6_b.jpg

 

 

ainda estou em choque: a receita de pastéis de nata "portugueses" do jamie oliver leva...

portuguese-custard-tart-758547_960_720.jpg

...Peço desculpa pela pausa dramática, mas ainda me estou a tentar recompor do baque: crème fraîche?! Eu repito: crème fraîche?! Os nossos queridos pastéis de nata?! Como é que uma receita típica portuguesa, criada algures no século XVIII, pode levar um ingrediente com um acento circunflexo em cima do "i". Um ingrediente que nem sequer se digna a ter uma tradução para português?! O que é que terá passado pela cabeça do Jamie Oliver?

Estava eu ontem tranquilamente a fazer o desmame de mais uma dieta da minha querida Mulher Mistério (tradução: estava eu ontem, às escondidas, à procura de uma boa receita de pastéis de nata para fazer sorrateiramente em casa) e eis que esbarro com a receita que Jamie Oliver publicou no seu livro 30 Minute Meals. Com direito a vídeo e tudo, tal é o descaramento!

94162-blog2b-2bjamie2boliver2b302bminute2bmeals2bb

Primeiro ponto: o crème fraîche. Desde quando é que uma embalagem de crème fraîche passou do hall de entrada dos Pastéis de Belém? Ou da Manteigaria? Ou da Aloma? O crème fraîche é o Bombarralense do campeonato dos alimentos. É a equipa B das natas frescas. É aquilo que usamos quando não temos mais nada para colocar e precisamos de uma solução desesperada.

Segundo ponto: os pastéis de nata "portugueses" do Jamie Oliver ainda levam uma cobertura de caramelo de laranja! Ora, eu sei que aquele queimadinho por cima dos pastéis de nata intrigou o Jamie. Também me fascina a mim. Mas um pastel de nata não é um leite creme. E também não é uma laranjada. Por isso, onde é que o nosso Jamie foi buscar o caramelo com sumo de laranja espalhado por cima?

Eu compreendo que não queira ver mais nada sobre este tema, eu próprio estou indisposto. Mas se insistir, tem aí em baixo a receita completa dos pastéis de nata "portugueses" segundo o Jamie Oliver. Vade retro!

 

 

como fazer uma divinal e facílima tarte de limão e leite condensado

Estou viciado. Assumo. Não há dieta que me consiga manter afastado de uma fabulosa tarte de limão. Ela pode estrebuchar, pode rabujar, pode até choramingar – mas eu não vou parar (ena, que belo verso!). Esta fabulosa tarte de limão com... (pequena pausa dramática para aumentar a emoção)... leite condensado... (mais uma pausa para gritarmos um "uau"!)... é perfeita para estes dias de calor: é leve, fresca e facílima de fazer.

A receita é baseada numa criação do chef americano Bill Smith e foi preparada pelo The New York Times. Segundo o jornal, é um autêntico "dia de Verão em forma de tarte".

Para a base, só vamos precisar de 200 g de bolachas de água e sal, 3 colheres de sopa de açúcar e 115 g de manteiga à temperatura ambiente. Para o recheio, separe 4 gemas de ovo, 1 lata de leite condensado e 120 ml de sumo de limão. Se quiser, também pode espalhar por cima, no momento de servir, um fenomenal chantilly com raspas de limão. Para tirar dúvidas, veja aqui a receita completa.

merlin_141364530_a347f792-5279-4738-9d76-72114e893

 

bolo de chocolate e amendoins com base de batata frita (juro que é verdade!)

É claro que eu não vou comer esta tentação do capeta. Adorava. Deve ser do outro mundo, mas infelizmente a minha dieta não me permite. Descobri esta ideia surreal no site da BBC e confesso que estou louca para experimentar esta base de batata frita.

Vou pedir ao meu querido Marido Mistério para fazer para o resto da família, só para eu dar uma dentadinha (o diminutivo foi bem usado, vai ser mesmo muito pequenina).

Ele vai precisar, para a base, de batatas fritas de boa qualidade, manteiga e golden syrup (como é difícil encontrar, vou sugerir-lhe usar xarope de ácer). Para o recheio, vai precisar de mais manteiga, chocolate preto partido em pedaços, 3 ovos mais 3 gemas, açúcar e amendoins com sal, tostados e picados.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original.

5b87a5c2008d517b05bd8d578aaf4bd3.jpg

 

 

tarte de lima e chocolate preto com cobertura de mascarpone: oh, meu deus, o que é que posso dizer?!

Cá em casa, todos temos uma profunda obsessão por lima e limão. Tudo o que sejam bolos que consigam misturar aquela acidez deliciosa do limão com um toque adocicado por exemplo de leite condensado, entram directamente para o olimpo da doçaria mistério. Acontece que esta fabulosa tarte tem ainda outro ingrediente imbatível: o iogurte grego, que lhe dá uma textura fresca e cremosa difícil de igualar. E ainda... E ainda... não a Bota Botilde, mas uma fantástica camada de chocolate amargo que enrijece no frigorífico e que se torna firme e consistente ao trincar. 

Tudo isto por cima de uma base crocante feita com bolachas Digestive. E por baixo de uma cobertura de espuma de queijo mascarpone. O resultado é uma tarte que consegue ser doce e amarga ao mesmo tempo, suave e ácida, crocante e cremosa, viciante... e viciante – aqui não há contradições.

Para mim, é dos meus doces preferidos nos dias mais quentes. E por isso é que o fazemos sempre no Verão.

tarte lima-2.jpg

 

 

tarte de manteiga de amendoim para fazer em 10 minutos

É provavelmente a tarte mais fácil de fazer do mundo inteiro e arredores. Demora apenas 10 minutos a preparar, sem contar obviamente com o tempo que leva a gelar. Deve estar neste momento a perguntar-se: “Então, e essa dieta?” Pois, eu faço essa pergunta todos os dias a mim própria. Vou para o espelho e pergunto:

 - Espelho meu, espelho meu, existe alguém mais fraca do que eu?

Parece que não. Sou imbatível. Então quando cheiro manteiga de amendoim ao longe, transformo-me, enlouqueço e não quero nem ouvir falar de dieta. Sim, sou a mulher mais fraca do universo. Cedo a todas as tentações. E a manteiga de amendoim é o meu maior pecado.

Por isso, lá terá de ser: o meu querido Marido Mistério vai ter de fazer esta maravilha que descobri no site Taste of Home para me acalmar os nervos.

Ele só vai precisar de queijo creme, açúcar de confeiteiro, manteiga de amendoim, leite, chantilly ou natas batidas, base de tarte e amendoins picados. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 a 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

exps2083_MRR153791C09_23_6b_WEB-696x696.jpg

 

 

sabe porque é que vai querer mergulhar os amendoins salgados na sua coca-cola?

Eu sei, parece estranho, não parece? Até ligeiramente repugnante. Mas, acredite em mim, não se vai arrepender. E resulta tanto com a Coca-cola normal como com a Zero.

Eu descobri esta verdadeira revolução gastronómica recentemente na revista Esquire, mas a moda existe nos Estados Unidos desde os anos 20. Supostamente terá nascido porque, no final do dia de trabalho, os empregados das fábricas juntavam-se nos bares para beber uma Coca-cola. Mas, como tinham as mãos sujas de óleo ou carvão, não queriam tocar com elas nos amendoins salgados que acompanhavam a bebida. Foi por isso que começaram a despejá-los para dentro do copo ou da garrafa de Coca-cola e a comê-los enquanto bebiam.

peanut-624601_960_720.jpg

 

como fazer este fenomenal gelado de limão só com 3 ingredientes

Melhor do que um gelado de limão só um gelado de limão com esta apresentação espectacular. E, além disso, é fácil de fazer e só leva três dos mais simples ingredientes que o planeta já conheceu: limão, água e açúcar. 

A receita é do jornal britânico Daily Mail e vai entrar directamente para a lista de sobremesas mistério a apresentar em festas e jantares especiais. A única alteração que vou tentar fazer é substituir o açúcar por um adoçante mais saudável. Mas agora vamos lá aprender a fazer este fantástico gelado servido dentro da casca do limão. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

5fe6c4eee1821fb9c8a23937e55ebc9b--lemon-sorbet-ser

 

 

a sobremesa mais fácil para quem não sabe cozinhar: tarte de limão com leite condensado

Ontem foi Dia do Cheesecake, hoje é Dia da Tarte de Limão. Não sabia? Ninguém sabia, eu acabei de o decretar cá em casa. Não há nada melhor do que uma tarte de limão. É fresca, é simples, é fácil de fazer e tem a acidez perfeita para o Verão. Por isso, já sabe: de agora em diante, por decreto oficial do poderoso Casal Mistério (também conhecido como os Peaky Blinders da gastronomia), o dia 31 de Julho passa a ser solenemente declarado o Dia Internacional da Tarte de Limão.

Vamos fazer deste um feriado internacional. Partilhe este apelo, inunde as caixas de correio dos membros do Governo, ligue para as Nações Unidas, invada o prédio do Ricardo Robles, faça o que for preciso, mas esta é uma data para recordar. E para celebrar. Na cozinha.

Para começar já as celebrações, nada como esta fabulosa receita do blog Pinch of Yum que podia muito bem passar a ser o símbolo do Dia Internacional da Tarte de Limão. 

Para fazer a base, só vai precisar de cerca de nove bolachas digestive esmagadas, açúcar, manteiga derretida e canela. Para o recheio, separe uma lata de leite condensado, chantilly ou natas batidas se gostar da tarte menos doce (a receita original é com Cool Whip que eu nunca consegui encontrar cá em Portugal), limão, lima e doce de frutos vermelhos para espalhar por cima. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Grandma’s-Creamy-Lemon-Pie.jpeg

 

 

créme brulée no micro-ondas com apenas 4 ingredientes, uma sobremesa fácil e imbatível

Sabe aqueles dias em que tem convidados de última hora e não tem sequer uma sobremesa para lhes oferecer? Esta receita do site Tastemade é ideal para essas situações de emergência. Não, não é uma sobremesa para quem está de dieta, é antes uma sobremesa para o Dia da Asneira. Mas é fácil e imbatível.

Só precisa de natas, gemas de ovos, açúcar e extrato de baunilha. Mais nada. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

4c10458cbabc314ad4691268c4a423a5.jpg

 

 

o bolo de chocolate mais fácil do mundo: nem sequer precisa de pesar os ingredientes

É uma verdadeira revolução matrimonial. A partir de agora, cada vez que a minha querida e prezada Família Mistério me encomendar um maravilhoso bolo de chocolate, já não preciso de ir buscar a balança para pesar os ingredientes. E pode ficar descansado que não o vou aconselhar a cozinhar um bolo a olhómetro. Nada disso.

A solução foi descoberta pelo incrível site Food52 e está aqui publicada. Trata-se de uma receita que mede todos os ingredientes através de uma embalagem de 200 g de iogurte grego. Tudo o que precisa de fazer é despejar o iogurte para dentro de uma taça e depois usar a embalagem para ver qual a quantidade dos outros ingredientes que vai precisar. Por exemplo, enche a embalagem com cacau em pó e deita para dentro da mesma taça. Repete com café, açúcar, farinha, etc..

Vai ver como é fácil. O resultado é um bolo fofinho e delicioso. E com iogurte grego e café, o que eu adoro!

1c1abcb3-73d0-45ab-b85a-495a90fc7590--2017-0908_no

 

palmiers recheados de chocolate só com 4 ingredientes: será esta a melhor sobremesa de sempre?

foto.png

Alto! Pare! Não diga nada! Eu sei que ontem garanti que não entrava nada calórico nesta casa enquanto estivesse calor, mas o miúdo fez anos... Vá lá, não seja assim tão rigoroso. Eu sei que sou um pai banana, mas dia de anos é dia de chocolate, não é assim? E de uma sobremesa especial.

E quando digo especial, digo uns magníficos palmiers caseiros recheados com chocolate e... – e acompanhados por uma mini-piscina de chocolate preto onde pode molhar estas pequenas ternuras calóricas. 

Não pense que por serem palmiers são difíceis de fazer. Levam apenas quatro ingredientes e aprende-se a preparar em menos de 1 minuto. Basta ver o vídeo em baixo.

 

 

 

camembert brulée com mel, uma entrada incrível que vai ter de fazer ainda hoje

Cada vez que vou a um almoço ou a um jantar em que há uma tábua de queijos para começar ou para acabar a refeição, há um fenómeno que acontece sempre: os bries ou os camemberts no forno desaparecem em poucos minutos. Acompanhados de umas tostas ou de uns grissini, são de facto imbatíveis. Mas eis que acabei de descobrir no blog Spoon Fork Bacon uma receita que só de olhar me faz babar.

Só precisa de um camembert inteiro, de mel e de açúcar turbinado (não, não tem nada a ver com Ana Malhoa) ou demerara. E, claro, crackers, tostas e grissini para servir. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 a 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

honey_brulee_brie-800x1066.jpg

 

 

como fazer uma pizza na frigideira em apenas 10 minutos

Esqueça o forno, esqueça o calor que isso provoca na sua cozinha, esqueça os intermináveis minutos de espera. Agora chegou a turbo-pizza, também conhecida como a Fittipaldi das cozinhas.

Eu confesso a minha profunda ignorância perante este claríssimo avanço da ciência gastronómica. Só quando olhei, pela primeira vez, para esta fantástica receita do site The Kitchn é que percebi como é que a minha vida ia mudar. Em vez de a massa cozer lentamente no forno, cozinha rapidamente na frigideira. Depois é só colocar os toppings por cima e tapar a frigideira para o queijo derreter. Quem é que está disposto a experimentar esta loucura? Cá em casa, já está decidido: fazemos neste fim-de-semana.

Tudo o que vai precisar é de massa de pizza fininha com cerca de 25 centímetros de diâmetro, molho de tomate para a base, queijo mozzarella ralado, cogumelos frescos e azeitonas. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui. Se preferir, pode substituir os toppings à vontade.

9c41957f2d1dcd1913fee921920e570862518c6b.jpeg

 

 

margaritas de pêssego para entrar em estágio para o fim-de-semana e para celebrar a chegada do calor

Será que é desta? Será que é desta que vem o calor de vez? Tenho saudades daquelas noites quentes em que podemos ficar nas esplanadas, nos terraços e nos jardins até às tantas da madrugada, a conversar e a beber, claro. Não, não estou a falar de água nem de sumos detox. Estou a falar de receitas como esta que descobri no blog My Baking Adiction. É fresca, é deliciosa e é viciante. E só demora 10 minutos a fazer.

Só precisa de pêssegos descascados e cortados em fatias, açúcar, sumo de uma lima, tequilla, licor de pêssego, triple sec, água com gás, mais fatias de pêssego e de lima e açúcar em cristais para decorar.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

Peach-Margarita-Photo.jpg